Mais novos vídeos e mais um ano novo!

Bom dia caros leitores do blog Mundo Emerso BR,

Trago mais um booktrailer de “I regni de Nashira” legendado para vocês! Confira ainda mais duas entrevistas com a Licia Troisi e outra também com o Paolo Barbieri.

 

Agora, a entrevista com a Licia e o Paolo:

 

 E finalmente, a entrevista da Fantasy Magazine com a Licia Troisi:


Tradução por: Grabriela RMS
Legenda por: Bruno César

Queria aproveitar também pra desejar um feliz e próspero 2012 para todos vocês, e agradecer a todos os leitores do blog que nos acompanham dês de sempre. Queria agradecer também à equipe do nosso blog, que está sempre em busca de novas notícias quentinhas para o blog, afinal, somos ou não somos a família Mundo Emerso? Boas festas e um ano com muita saúde e cheio de notícias das obras da Licia para todos nós! Bem, até ano que vem (não está tão longe quanto parece)!

Abraço,
            Bruno César.

Informações que só a Juh consegue!



ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉEÉÉÉÉEUQUEROOOO! A pergunta agora é que outros lançamentos? Fiquei curiosa.

Feliz Natal!!!

Oi habitantes do Mundo Emerso!!!
           Feliz natal pra vocês! Quero agradecer por terem passado esse ano visitando nosso blog, agradecer a compania e cada comentário de todos vocês! Que tudo de bom ocorra em suas vidas. Sei que o natal não e uma data comemorada por todos, então se você é ateu um bom domingo, ou sei lá bom hanukkah, ou qualquer outra coisa que aconteça hoje. Amo muito todos vocês *--*

Recadinho da Gabi / Abaixo assinado Le creature

Então povo,

         Quero pedir desculpas a vocês por não ter postado com tanta frequência, por ter parado de traduzir tanto Le Creatura quanto as Comics e por demorar tanto na resposta dos emails. Esse ano foi corrido pra mim e eu sou o tipo de pessoa que se distrai fácil também iii ó uma formiga!. Mas eu prometo que nessas férias eu vou tomar vergonha na cara e fazer o que eu tenho pra fazer aqui...

        Outra coisa que eu quero falar com vocês é sobre o Abaixo Assinado que a gente vem fazendo pra conseguir convencer a Rocco a traduzir os ilustrados do Mundo Emerso. Acontece que eu estou esperando um número de peso para poder enviar, se não de que adianta? Temos apenas quarenta e nove pessoas, precisamos de mais gente. Aceito nome da mãe de vocês, do pai, do papagaio, do periquito... Mas precisamos de mais gente.

Para saber mais do Abaixo Assinado clique aqui.

Resenha I Regni di Nashira

Gente eu sei que eu já postei várias sinopses sobre esse livro da Licia... Mas essa (indicada pelo Bruno) está bem mais completa por ser na verdade uma resenha, ou seja, um resumo criado por uma leitora.

" Bem longe daqui, isto é certo. Estamos em um planeta de nome Nashira. Como é normalmente Licia usa nomes da astronomia, Nashira é a estrela gama da constelação de Capricórnio. Esta cerca de 139 anos luz de nós. Não, não na história. Na história como dizia Nashira é um planeta, mas um planeta muito particular. Em primeiro lugar há a característica demasiadamente complexa de haver problemas "respiratórios", sim, pois seria incondicional se manterem do ar produzido do talareth (grande árvore à sombra da qual se desenvolver a civilização) se não fosse pela presença de misteriosas pedras magicas que mantêm o ar. O segundo problema de Nashira é vinculado a seus sóis. Sim, porque se trata de um sistema astronômico binário. A coisa é crucial ao fim da história, pois Licia se diverte mesclando trabalho e paixão. Nota-se que os sistemas estrelares binários são objetos complicados, seja pela sua formação, seja pelo seu desenvolvimento. E que devemos tornarmos atentos e imaginar algumas informações que podem tornar-se úteis na leitura. Sabemos que as estrelas duplas podem ter orbitas estreitas, mas também largas, passando materiais estrelares de uma para a outra.
Voltando aonde estava. Dizia eu que a civilização surgiu de frente a essa imensa árvore. Talaria é um reino formado por quatro zonas climáticas nas quais existe sempre o mesmo clima: calor, temperado, outonal ou frio. Para se mover nesses reinos são usados as passarelas sobre os ramos de talareth.

A sociedade

Muito complexa é elogio. Dominada pelos talariti povo escravista que após uma misteriosa guerra subpujaram e tornaram escravos o povo dos femtiti que possuem uma interessante característica: não sentem dor física. A única coisa que pode "machuca-los" é a magia contida nos bastões usados para tortura-los pelos sues patrões talariti. Existe também a casta Sacerdotal, a metade entre a religião e a magia. Cabe aos líderes religiosos a escolha dos soberanos.

A hístória

É a de Talitha e seu escravo/amigo/namorado Saiph, filha do conde Megassa do reino do Verão e destinada a carreira das armas. Mas sabe-se, a vida tem a característica de invalidar os cartões e Talitha se encontra, depois da morte da amada irmã Tablitha, reclusa no monastério para satisfazer os desejos de poder de Megassa. Um lugar que odeia. Com pessoas que são horrendas, isso falando pouco. Mas também nesse lugar hostil encontrou amigos que não esperava. Assim Talitha conhece irmã Pelei. Uma religiosa que como ela amava a arte da espada. Mas este não é mais que o inicio, atenção, toda a história se desenrola ao redor de algumas descobertas feitas pela menina e seu escravo. Descobertas que poderiam oprimir a estrutura social dos quatro reinos e que estavam ocultas pelas artes religiosas. Inicia naquele momento a verdadeira aventura dos dois meninos. Uma viagem pata escapar dos que vão matá-los e a procura de um personagem definido o Herege mantido como prisioneiro no reino do Outono.

Me calo para não falar de mais.



Tradução feita por: Gabriela RMS

Ebook + Licia = Eu comprando livros em italiano

Oi gente linda!

Bom estava eu vasculhando o site da Licia como faço quando tenho tempo hábil e me deparei com uma coisa bem legal... A autora irá lançar em fevereiro de 2012 seus livros em versão Ebook. Nunca comprei nenhum livro em ebook e, como ela, acho que o papel tem um charme especial. Mas se assim eu puder ter os livros dela mais rápido é isso que eu farei.

Então qual a opinião de vocês? E o mais importante alguém ai é menos ultrapassado que eu e sabe fazer isso?

Outra novidade legal é que a Licia está fazendo o doutorado e logo entregará sua tese, mais precisamente dia 21 de novembro. Logo poderemos chamá-la de Doutora Licia Troisi.

Blog da Licia


Oi pessoas!!!

Vocês tem entrado no blog da Licia ultimamente? Se sim notaram que ele ta de cara nova... Sim gente mudou, fiquei até deprimida juro. Nossa linda Nihal saiu e deu espaço pra Talitha, protagonista da série I Regni di Nashira.
Ta ok, a Talitha é linda. Mas Nihal pra sempre u.u




Outra coisa, to realmente precisando ir pra Itália pegar um autógrafo da Licia. Alguém paga minha passagem?

Mais um booktrailer de "I Regni di Nashira"

Oi pessoal, mais notícias sobre “I Regni di Nashira”.

 Até agora já sabemos que a saga está confirmada e tem data de lançamento prevista para Novembro de 2011 na Itália. Segundo a LaFeltrinelli o livro custará € 19,00 (R$ 42,50) e terá 432 páginas. A saga irá conter cerca de 3 a 4 livros. Confira abaixo mais um booktrailer do primeiro livro da série, “I Regni de Nashira – Il sogno di Thalitha”.

 

Tradução de: Gabriela RMS

 Agradecemos aos leitores,
Bruno César.

Sinopse I Regni di Nashira

Gente o que eu mais gosto aqui é como vocês colaboram pra encontrar novas informações *---*
Obrigada Tami por ter me falado sobre o livro e obrigada Ananda por ter nos mandado o site com a sinopse.

Então vamos lá traduzir:

Nashira é um mundo no qual o ar é o mais raro: só as imensas árvores que recobrem o império de Talaria pode produzi-lo e uma arcana pedra capaz de detê-la. Todas as cidades vivem as sombras delas e um antigo dogma impede os habitantes de olharem diretamente o céu e os seus dois Sois. É assim que Talitha, filha do conde do Reino do Verão, sempre viveu, até a morte súbita da irmã amada que a força a tomar seu lugar no monastério. Mas Talitha é contra aquela vida, com as suas intrigas e suas proibições, estava próximo: O seu destino era a espada, e com seu fiel escravo Saiph planeja fugir. Não sabe ainda que os sacerdotes protegem um segreto: o mundo está para ser destruído, ameaçado por um mal que logo transformará todas as coisas em um pesadelo de fogo, e só um ser de raça desconhecida e, secretamente, preso como herege, sabe como salva-lo. Em um Universo Rigidamente dividido entre escravos e homens livres, fé e duvida, verdade e obscurecimento, Talitha deverá enfrentar uma viagem até as terras mais frias de Talaria e encontrar uma unica resposta para salvar Nashira.
Depois da saga do "Mundo Emerso" a mais amada das autoras de fantasia italiana torna a fascinar com um novo surpreendente mundo, no qual o encanto da viagem se entrelaça a época da batalha.

Traduzido daqui

I Regni di Nashira


Gente to muito chateada, a Tamiris me mostrou o novo livro - acredito que seja isso - que a licia ta lançando, mas eu não acho a sinopse em lugar nenhum. Se chama I Regni di Nashira e eu não faço ideia do que se trate.


Vou deixar ai pra vocês o vídeo e a capa para que fiquem chupando o dedo que nem eu:

video


Comentários sobre "O destino de Adhara"

Oi gente,

To fazendo esse post, pro pessoal que já leu O destino de Adhara - por enquanto eu e a Tami - conversarem sobre o livro. Ou seja VAI CONTER SPOILER, se você for ver os comentários a responsabilidade é toda sua!

Quero fofocar u.u

Prólogo "O destino de Adhara"

          "O homem de preto seguia adiante sem pressa. Movia-se com segurança pelas ruas desertas da cidade, o capuz a encobrir-lhe o rosto, a capa roçando em suas botas. Sombra entre as sombras, virou decididamente a rua que já conhecia. Havia explorado o lugar alguns dias antes.
          A entrada era anônima: uma porta de madeira encimada por uma vigia de pedra. Não precisou olhar o símbolo gravado na arquitrave para saber q havia chegado.
          Parou um momento sabendo que aquele não era seu objetivo principal, pois sua missão era outra.
          - É imprescindível e de vital importância que você encontre o sujeito, está me entendendo? - Dissera Kriss da última vez que haviam se encontrado
          Kriss fitara-o sem acrescentar coisa alguma, para que o homem de preto pudesse avaliar devidamente aquele silêncio e preenche-lo de sentido. Mas ele não era do tipo que podia ser amedrontado tão facilmente.
          Pode funcionar com quem te adora como um deus, mas comigo não dá meu chapa.
          Fizera uma mesura em sinal de respeito e dirigira-se à saída.
          - Não se esqueça do nosso trato - Dissera Kriss, antes de ele superar o limiar da porta.
          O homem de preto detivera-se por um instante. Nunca poderia esquecer, pensou com seus botões.
          E agora, lá estava ele, diante daquela porta. Ainda tinha a possibilidade de parar, de ir embora. De retomar seu caminho e voltar para sua missão.
          Está preparado até para isso a fim de alcançar seu objetivo?, perguntou a si mesmo enquanto os olhos se demoravam nos veios da porta. Não precisou esperar por uma resposta.
          Respirou fundo, de vagar, e desembainhou a espada. Em seguida deu um violento ponta pé na madeira e entrou.
          


          Uma sala de despojados tijolos e teto absurdamente baixo. Era o que o vidente costumava repetir continuamente "É uma solução provisória, precisam ter paciência. Mas pelo menos  nos garante aquele segredo, para nós tão necessário. Podemos pensar em um lugar mais digno quando sosso plano estiver bem encaminhado."
          O espaço oprimente daquele subterrâneo era iluminado por uma série de tochas à parede. o cheiro de mofo confundia-se com o da penetrante fumaça. Homens vestidos de branco perambulavam pelos aposentos, de rostos escondidos por trás de mascaras de bronze, lisas,  com apenas dois furos na altura dos olhos. Portas fechadas, das quais provinham abafados murmúrios e um salmodiar lento, hipinótico. Cheiro de sangue e magia, olor e morte. Naquele pesado silêncio o estrondo de uma porta derrubada ressoou com a violência de uma explosão. Os primeiros Vigias, aqueles mais próximos
às entradas, nem tiveram tempo de perceber o que estava acontecendo. O homem de preto ceifou-os com um único e fluido movimento da espada. As capas brancas tingiram-se de vermelho, as mascaras de bronze caíram no chão, tilintando. Por baixo, rostos torcidos de dor, de dois jovens oficiais e um Ministro.
          Os demais tiveram tempo de ensaiar uma reação, os armados desembainharam as espadas e começaram a lutar, outros fugiram, tentando salvar o que ainda podia. 
          O homem de preto parecia irrefreável. Afinal de contas os inimigos não estavam a sua altura. Durante os longos anos de suas andanças, tivera a oportunidade de enfrentar adversários muito mais tarimbados e as cicatrizes no seu corpo testemunharam cada uma dessas batalhas.
          É nisso que dá a moleza de um mundo que se acostumou com a paz, pensou com desprezo.
          Passos abafados atras dele. Nem precisou olhar. Recitou umas palavras baixinho, e ficou envolvido numa esfera prata. Os punhais levantados contra ele ricochetearam na superfície elástica da barreira.         
           - Um mágico - Sussurrou alguém com horror.
          O homem de preto sorriu com maldade.


{continuando...}


          Adrass trancou a porta com o ferrolho. A sua respiração parecia não encontrar o caminho que, dos pulmões, levava para fora.
          Colocou o corpo na madeira, encostando o ouvido. Estridor de lâminas, gritos, baques de corpos que tombavam no chão.
          O que estava acontecendo? Haviam sido descoberto?
          Começou a tremer. Lutou para não se deixar tomar pelo pânico. Não. Não. O que lhe haviam ensinado não era nada daquilo. Desde a primeira aula, quando pusera os pés lá dentro.
          "Se, porventura, algum dia formos descobertos, só pensem em salvar o nosso trabalho. É a única coisa que realmente importa aqui. Estamos cuidando de algo maios, de um fim superior, não se esqueçam disto."
          Palavras do Vidente. Adrass engoliu seco. Salvar o nosso trabalho.
          Afastou-se resolutamente da porta e dirigiu-se com firmeza às estantes presas a uma pequena parede do cubículo onde se encontrava. Procurou entre os velhos pergaminhos, entre as minuciosas anotações escritas em sua grafia miúda e elegante.  Guardou numa bolsa de couro alguns documentos, rasgou outros. Revistou potes e filtros, remexeu ampolas e ervas. Anos de trabalho. Como escolher o que deveria ser salvo de uma vida inteira de labuta, apenas em poucos momentos apressados?
          Um vago ganido chamou sua atenção para a mesa no meio do aposento.
          Adrasss recuperou a calma. Ali estava o que ele tinha que salvar: a criatura. Era a única coisa que valia a pena levar para fora. Era algo muito mais importante que sua vida desprezível, do que os estudos deles todos. Era tudo.
          Gritos de moças do outro lado da porta.
          Não! Estão matando até elas!
          Chegou perto da mesa, desatou as tiras de couro que prendiam a criatura, libertou-a. Segurou-a rudemente pelos ombros forçando-a a se levantar.
          - Vamos lá, acorde, acorde logo! - Disse-lhe dando uns tapas na face. Mas ela permanecia inerte em seus braços, seus olhos entreabertos que pareciam não vê-lo. Do outro lado da porta ruídos mais violentos. Os inimigos estavam se aproximando.
          O coração de Adrass pulou descontrolado.
          - Morrerei, mas nosso trabalho não será perdido. Sim morrerei, mas nosso trabalho não terá sido em vão... - Repetia como um mantra as frases que o haviam ensinado quando se tornara Vigia.
          Se pelo menos colaborasse!, surpreendeu-se ao pensar quase com raiva. Por que a criatura não acordava?
          Puxou-a para longe da mesa, com força, ela desmoronou inerte no chão. Mal conseguia mexer os lábios.
          Adrass pegou uma ampola com água e derramou-a em cima da criatura. Ela estremeceu. 
          - Isso mesmo, muito bem... Preste atenção. Segurou pelos ombros, fitou-a nos olhos, olhos apagados. Talvez ainda fosse cedo de mais... Procurou afastar o pensamento.
          - Agora vamos sair daqui, está entendendo? Preste atenção!
          Um vislumbre de vaga compreensão animou os olhos da criatura. 
          - Isso mesmo, é assim que se faz!
          Um estrondo do outro lado da porta. Adrass Estremeceu. Segurou o corpo por trás, voltou a levanta-lo e arrastou-o consigo.
          Conseguiu alcançar um botão na parede. Uma pequena parte do muro estalou relevando um caminho estreito e escuro.
          - Procure manter-se em pé, eu lhe peço... - gemeu.
          Curvou-se para entrar na passagem. A criatura se queixava, mas finalmente começou a mexer-se.
          -Isso mesmo, vamos lá...
          Roçava nas paredes úmidas de musgo.Logo atrás, a criatura avançava a duras penas. Os ruidos de luta abafaram-se a distância, e o coração de Adrass deteve sua louca corrida.
          Posso conseguir, acho que posso conseguir...
          - Por aqui! - Berrou, virando-se ao chegar na primeira bifurcação e continuou em frente, até parar diante de uma parede.
          - Chegamos, chegamos - disse mais para sim mesmo do que para a criatura. Com mãos tremulas empurrou um tijolo e, à sua frente, descortinou-se um minúsculo aposento.Segurou o braço da criatura e empurrou-a para dentro. Ela ensaiou um gemido de queixa. Quando passou a mão no seu rosto percebeu que estava molhada. Ela estava chorando. Por um momento, o homem ficou com pena, sentiu um aperto no coração.
          Lembrou das palavras do Vidente: "As criaturas são apenas meros objetos. São instrumentos da nossa salvação, e é desse jeito que devem ser consideradas. Não pensem nelas como pessoas; não são nada disto. Livrem-se de qualquer pena ou afeição que possam porventura sentir por elas: Estes sentimentos seriam meros estorvos pro cumprimento da nossa mição."
          Adrass recuperou o controle de si mesmo.
          - Agora fique em silêncio, está entendendo? Fique aqui, não se mexa e espere por mim. Não vou demorar, está bem?
          A criatura anuiu molemente.
          - Isso mesmo! - Adrass não conteve um sorriso. - Não saia daqui por nenhum motivo.
          Fechou então a porta de tijolos e ficou ali, parado, por alguns instantes. Talvez a criatura tivesse compreendido. Concedeu-se alguns momento de descanso. Já podia morrer em paz, agora. Quem sabe aquele ser patético que jazia do outro lado pudesse, de fato, salvar a todos. De qualquer maneira tinha cumprido seu dever: Fez o caminho de volta.
          
          O homem de preto não se deteve diante de coisa alguma. Já fazia um bom tempo que não se entregava à tamanha fúria, desde aquele longínquo dia que fora capturado e travara conhecimento com Kriss. A sensação do próprio corpo que se movimentara com precisão, o leve entorpecimento dos músculos sob tensão, o cheiro de sangue... era algo que o inebriava, que lhe dava prazer.
          Matou todos, indistintamente. Os soldados, os mandatários, os jovens e os velhos, e as moças, principalmente as moças. Afinal de contas tinha vindo por causa delas. Pobres coisinhas nas mãos daqueles bruxos insanos.  Por um momento chegou até a pensar que estava lhes fazendo um favor.
          Aqui está o mundo que você ajudou a criar, Mestre. Talvez você tivesse certo naquele dia que resolveu ir embora e repudia-lo.
          Em seguida derrubou a derradeira porta. Ele estava lá, segurando antigos livros e pergaminhos. Seus dedos tremiam. O Vidente , o chefe daquela turma de loucos.
         O homem de preto avançou de vagar. Atrás dele sua espada deixara um rastro de sangue.
          - Um só homem? - Disse o Vidente incrédulo.
          - Só um - Respondeu ele com um sinistro sorriso.
          O vidente deu um passo para trás encostando-se na parede.
          - Quem o mandou?
          - Ninguém. E mesmo que lhe contasse quem é meu soberano, você não saberia de quem estou falando.
          O vidente ficou por alguns instantes calado.
          - Nós estamos salvando o Mundo Emerso, será que não se dão conta disto? Continuam prestando atenção nos delírios daquela velha doida? Sem nós só haverá caos e morte!
          - Não dou a mínima para caos e morte e muito menos para a salvação do mundo.
          Apesar da mascara que lhe ocultava o rosto, o homem de preto percebeu todo o desespero do vidente.
          - Você não passa de um louco.
          - Pode ser.
          Um só golpe de espada, o Vidente tombou no chão.
          A Congregação dos Vigias tinha deixado de existir."






Ufa terminei!
Espero que gostem, agora vou terminar de ler.

Hora do morram de inveja da Gabi kk'

Oioi meus amores,
       

               Adivinhem adivenheem! To muito feliz! Por que? Porque meu Destino de Adhara CHEGOU!

               Agora você se pergunta: É só isso?  O post é só sobre isso?
               Sim é só sobre isso aushuashsahu o título já diz! Então vou-me indo porque tenho que ler!




(Gente eu não sou metida assim tá, mas tinha que mostrar toda minha alegria pra vocês!)


(nemvodadicaraoMarquesissou.u)

O Destino de Adhara

        Vocês que estão ansiosos esperando pelo livro O Destino de Adhara  (primeiro livro da série As Lendas do Mundo Emerso), já podem parar de roer as unhas! O livro já está em pré venda no Site da Editora Rocco, em um preço que eu acredito estar errado: R$ 39,50


Eu já comprei o meu. E vocês estão esperando oque? 

Lançamento de O destino de Adhara

Gente!!!!

        A Juliana deu uma hiper feliz noticia para nós! O Primeiro livro da trilogia As Lendas do Mundo Emerso será emfim lançado no Brasil dia 23 de setembro. Alegria!



Sinopse:


"Adahara acorda no campo. Ela não consegue se lembrar como chegou ali, onde está, mas, acima de tudo, ela não lembra quem é. Enquanto vaga por um mundo desconhecido, ela descobre, aos poucos, que ela possui poderes incomuns. Ela conhece Amhal, um jovem aprendiz de Cavaleiro de Dragão perturbado, que está pronto a ajudá-la a descobrir quem ela é. Mas uma ameaça nova e escura, vinda de um passado remoto e esquecido, está rondando o Mundo Emerso, depois de 50 anos de paz e prosperidade. O destino de Amhal e Adhara está cada vez mais entrelaçado com as forças que tencionam destruir o Mundo Emerso."



Fonte: Mentecaptos por Livros
Tradução Sinopse: Gabriela RMS

Nova Ilustração de Barbieri

   Gente, vocês sabem que eu posto qualquer novidade pormaisbobaqueseja aqui... Então ai vai uma nova ilustração de Barbieri:

Nosso encontro na Saraiva

Hey amigos,

          Nós fomos parar no blog da saraiva, acessem, comentem, ou não né....
          Tirando o fato que a Editora Rocco levou os créditos dos brindes, eu estou emocionada!


Amanhã, aniversário de Paolo Barbieri


Ciao Ciao oioi gente!
Quem tem o facebook do nosso querido ilustrador Paolo Barbieri, ja sabe que amanhã é o aniversário dele.
Esse post tem o objetivo de felicitá-lo pelos seus 40 aninhos e desejar a ele muita alegria, saúde e muito mais ilustrações lindíssimas!
Tanti auguri Paolo!

Nosso fórun

Muitos sentiram falta de um fórun para nós. Ouvindo isso o Sérginho resolveu nos dar um - sim eu sou um zero a esquerda quando o assunto é computação.

Então vão lá, tirem dúvidas e adicionem suas Fan Arts, só não se esqueçam das regras.


Evento fotos

OI!!!! Quem quer saber o que aconteceu no evento?
                      

                      Para começar apresentamos a Saga com slides, nos quais foi baseado o Quiz (quem vencesse o Quiz ganhava: um botton, chocolate e um marcador de página byJuh). Após o Quiz fizemos o Jogo da poções, duas pessoas sorteadas tinham que adivinhar os sabores das poções (que tiveram coloração alterada) quem ganhou levou os dois bottons, um marcador e o chocolate. Para fechar com chave de ouro fizemos o sorteio dos 6 livros do Mundo Emerso.
                      Foi um total de 25 pessoas, todas ganharam marcadores e chocolates. Agradeço a presença delas e senti falta do pessoal que não foi.


Fotos:


Nossa mesa e no fundo o Slide
Em ordem: Bia, Gabriel, Eu, Juh (organizadores)




Ganhadora de Um Novo Reino

Ganhadora de A garota da terra do Vento

O tão falado brinde surpresa

Banner que a Rocco fez e agora é MEU

Nossa mesa. No centro os ilustrativos da Bia: Le guerre e Le  Creature


Brinde surpresa!

Gabriel


Organizando








Ganhadora de A Missão de Senar

Ganhadora de a Seira dos Assassinos




eu, o Gabriel e o Meu banner
OBS: Faltam algumas fotos, mas assim que as tiver postarei aqui.

Biografia de Paolo Barbieri

      Nascido em 13 de agosto de 1971, em Mantova (Itália), Paolo Barbieri é um ilustrador que obteve a fama com a saga Mundo Emerso da escritora romana Licia Troisi. Começou a fazer todos os romances da autora editados pela Mondadori, para a minissérie dos quadrinhos do Mundo Emerso e os livros ilustrados "Le creature del mondo Emerso" e "Guerri del Mondo Emerso Guerreri e Creature". 
    Além de Licia, Paolo Ilustrou para outros escritores internacionalmente famoso como  Ursula Le Guin, George Martin, Clive Clusser, Umberto Eco, Sergej Luk’Janenko, Cornelia Funke, Marion Zimmer Bradley, Michael Crichtone e tantos outros.
      Sua especialidade no setor da fantasia começo no final dos anos 90, realizando varias ilustrações para a histórica Testata di Urania (uma coluna de romance e revista italiana), para depois passar ao cinema como responsável pelo designe de cores de Aida degli Alberi, longametragem de animação de "Lanterna Magica". 
      Sendo até hoje pela fantasia que Paolo faz a maior parte de seus desenhos.


Pessoal conheçam alguns dos brindes do nosso Evento. Estes serão recebidos pelos vencedores das brincadeiras e através de um sorteio feito no final. Espero que gostem, e que se divirtam bastante.









Além disso ainda teremos um brinde surpresa bem gostoso!

La Ragazza Drago IV – I Gemelli di Kuma

                 Oi gente, 
     Esse post está bem atrasado, pois, por falta de tempo para respirar, tenho visitado pouco o Blog da Licia para ver as novidades. Mas é melhor tarde do que nunca, não é mesmo! Então ai vai:



             Dia 10 de maio de 2011 foi lançado o 4º livro da saga La ragazza drago, chamado I Gemelli di Kuma (ou: Os gêmeos de Kuma). Este é o 14º livro que a autora Licia Troisi escreve e promete cativar ainda mais fãs. No entanto paravariar tal saga ainda não foi lançada no Brasil e não tem previsões de lançamento.
           

              Sinopse:


A batalha final para a salvação do mundo está próxima. Para Sofia e seus companheiros qualquer gesto pode significar o passo decisivo de encontro a vitória ou a queda no abismo. Falta um só Adormecido para reunir o grupo de Dragões da Guarda que defendeu a Árvore do Mundo dos desejos de Nidhoggr, a perversa viverna (espécie de dragão com apenas as duas patas traseiras), e que agora vivem no corpo de cinco garotos.
Acompanhada  pelo professor Schlafen e de seus fiéis amigos, Sofia parte para Edimburgo, aonde sentiu a presença de um dos frutos da Árvore. Mas Nidhoggr  quebrou o selo que o mantinha prisioneiro e se apossou de um corpo  humano, um humano que poderá comprometer para sempre o exito da missão.
Na empreitada mais emocionante e perigosa de sua vida, Sofia enfrentará uma viagem que a  arrastará para o ventre do medo, para as lapides de um cemitério infestado, a promessa de um antigo inimigo e uma verdade insuspeitável que a colocará em confronto com a parte mais obscura e luminosa de si mesma.

Convite virtual





Convido todos vocês a comparecerem ao nosso tão falado PRIMEIRO evento!
Este é o convite virtual enviado pela Rocco... Bom esperto vocês lá! 
(é sério não me deixem lá sozinha com meia duzia de amigos!)

Mais que oficial


Ontem recebi os livros que serão usados como prêmios no Evento. Espero que todos estejam presentes!

O que eu recebi:
    Crônicas completas, Guerras completas + 1 Um Novo Reino








 
Mundo Emerso FC © 2011 | Designed by Bingo Cash and modified by 1UP